quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

O gato com síndrome de Janus que viveu por mais tempo

   Frank e Louie foi um gato que recebeu dois nomes por conta de uma característica peculiar: o bichano nasceu com duas faces. O fato é derivado da síndrome de Janus, que faz referência ao deus romano Janus. Segundo a mitologia, ele possuía duas faces.


   Uma reportagem do portal norte-americano Daily News revelou que estes animais são extremamente raros e poucas vezes vivem mais do que alguns dias após o nascimento. Frank e Louie, no entanto, atingiu a idade adulta e viveu por 12 anos.
   Em 2011, quando o gato tinha 11 anos, ele ganhou um lugar na nova edição do Guinness World Records como o gato com síndrome de Janus que sobreviveu por mais tempo.



   O gatinho tinha duas bocas, dois narizes e três olhos, mas apenas um cérebro. Isso acontecia por conta de um defeito congênito raro conhecido como diprosopia. A condição ocorre em diversos animais, incluindo os seres humanos.
   Ele comia e fazia barulhos através do seu lado direito do rosto, ou o “lado Frank”.


FONTE: Topbiologia